between the distance and the present

227/80 - 2016
Royal Blue 227 #3 - 2016
Rose 028 #1 - 2016
Rose 028 #2 - 2016
Mars Black 098 #2 - 2016
Mars Black 098 #3 - 2016
Delft Blue 203 #3 - 2016
Delft Blue 203 #4 - 2016
Delft Blue 203 #5 - 2016
Delft Blue 203 #6 - 2016

À parte disso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. 

 

Pinto a cor dos sonhos, 

Janelas dos meus sonhos. 

Sonhos de milhões de mundos. 

 

Multidões em ruas cruzadas. 

Línguas, cheiros, becos inacessíveis ao pensamento, 

Real ou impossivelmente reais? 

Sonhos, Viagens! 

 

À parte disso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. 

 

Pinto a cor dos sonhos, 

Janelas dos meus sonhos. 

Dias sonhados, noites acordadas. 

 

Partidas e chegadas. 

Tu e Eu. 

Tão longe, tão perto, 

O Presente, o Distante. 

 

Rir dos sentidos que levamos nas mãos, 

Conversas que de conversa têm tão pouco,

Sinceros sorrisos escondidos entre mercados, tantos. 

Eu, o Sal, Tu o Chá.

 

Ouvir a chuva abafada na janela, 

Simples como um desperdício de tempo. 

Ouvir as multidões de buzinas, 

E as estrelas que caem do céu - caírem no mar. 

 

Passamos os nossos dias juntos, 

Intensos na sequência de tudo…

Selvas de betão, mercados e budistas 

Foi quando o verão virou primavera. 

 

Pinto a cor dos meus sonhos, 

Janelas dos meus sonhos 

Todo o tempo que disse, 

Todo o tempo passado.

 Maisa Champalimaud 2016

veja o meu

FACEBOOK

pegue no

TELEFONE

+351 91 843 06 04